OS LIVROS

Rodrigo Robleño tem vários textos escritos, em diversas áreas da literatura: contos, textos teatrais, infanto-juvenil etc. Sendo ainda autor inédito nas editoras, lança, de maneira independente, seu primeiro livro em setembro de 2015, durante o "Circovolante - Encontro Internacional de Palhaços", em Mariana/MG, motivado pelo fato de ser um dos palhaços homenageados pelo evento neste ano .

Ao mesmo tempo, está por assinar contrato com a Editora Gulliver, que ajudou na preparação do livro "Viralata: o palhaço tá solto!" e lançará seu primeiro livro infantil.

A Editora Gulliver é também promotora da FLID - Festa Literária de Divinópolis.

 

 

 

 

Viralata: o palhaço tá solto!

A partir da reflexão sobre seu espetáculo solo e sua trajetória como palhaço, o autor apresenta as bases que servem para seu trabalho clownesco.

 

Um rico material que mostra os bastidores de toda uma vida dedicada à arte da palhaçaria.

 

Anedotas, depoimentos, curiosidades, e um sem fim de situações que servem para aqueles que estudam os palhaços como para aqueles que procuram entender os conflitos de um artista, de um cidadão, de um ser humano.

 

 

O lançamento se deu no Circovolante - Encontro Internacional de Palhaços, em Mariana/MG, no dia 27 de setembro de 2015.

 

 

 

Para saber como adquirir, preencha o formulário.

Na palma da mão.

Primeiro livro de literatura infantil do autor, feito a pedido de Joubert Amaral, da Gulliver Editora.

Num almoço entre o editor e o autor, quando finalmente se conheceram pessoalmente, veio o pedido de escrever um livro sobre circo, mais especificamente, sobre como era sair do Cirque du Soleil e voltar pro seu país de origem, mas deveria ser um livro para crianças. O autor relutou, não teria condições de escrever.

Na mesma noite, pegou um ônibus para Santos, litoral paulista. Lá chegando, já tinha, num caderno, o livro escrito.

Esta é a história que dá origem ao livro; já a história do livro é a de um palhaço que busca ser feliz, que vive coisas bonitas e que ama a vida... uma aventura que nos fala um pouco do mundo do circo, da cultura do mundo e do mundo que temos na palma de nossa mão.

Textos teatrais e roteiros de cinema.

Inéditos.

"Poema do Concreto Armado" é o seu único texto teatral que foi montado, e por três vezes, e pelo mesmo diretor, Yuri Simon. Outros textos estão na gaveta.


Além de textos teatrais, que normalmente transitam na ideia do "teatro do absurdo", ainda possui roteiros para cinema (de curta-metragem) e argumentos para longa-metragens.

Contos.

Inéditos.

Outro formato de seu interesse são os contos curtos, com vários textos inéditos escritos e alguns projetos por desenvolver.


Enquanto seus contos continuam na gaveta, aproveita e indica alguns de seus autores preferidos: Marina Colasanti, João Guimarães Rosa, Eduardo Galeano, Augusto Monterroso, Mercè Rodoreda, Gabriel García Marquez, entre tantos...

SIGA-ME

  • Facebook Classic

 Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now